8 de mar. de 2020

MULHER


Procuro falar-te em versos
para saudar-te melhor
porque, em verdade, acalentas
a poesia maior!
Neste século dos átomos,
das descobertas profundas,
com teus encantos inundas
o velho mundo de fé
e o mundo roda a teus pés
porque, mulher, és mulher...

E acima do raio laser,
das bombas de hidrogênio,
do gênio bom, ou mau gênio,
da verdade e da incerteza,
impera a tua beleza
porque, mulher, és mulher...

És a certeza do certo,
da rosa sobre um deserto,
da canção sobre o vazio,
do calor que afasta o frio...
Teu amor nasce fecundo
como u’a mola do mundo,
que vai rodando a teus pés...

Poema vivo de Deus
embalas, dentro de ti,
um estranho frenesi
feito de anseios e esperas
e levas, por onde passas,
um pouco da flor que nasce
em todas as primaveras...

Tens o dom do pranto puro
que redime e que perdoa;
tens a calma da lagoa
e por vassalo feliz
o sol que te beija a pele
que os outros beijos não quis...

És o resumo de tudo:
da flor, da paz, da canção,
do amor, do sonho, do sim,
do talvez, do amém, do não,
do peito, do coração,
do verso, da inspiração,
do mundo que tens aos pés,
pois o Universo tu és...